Novidades

Confira as atualizações

Lagoa do Violão a Lenda

Lagoa do Violão Torres RS

Lagoa do Violão a Lenda

Conta a lenda que, há muito tempo atrás, naufragou um navio espanhol na ilha que se localiza em frente à Praia Grande, e que hoje chamamos Ilha dos Lobos. Tal naufrágio não deixou sobreviventes, com exceção de um jovem rapaz que conseguiu chegar à praia porque estava com seu violão.

Lenda da Lagoa do Violão

Lenda da Lagoa do Violão

O jovem foi encontrado, em seguida, pela filha do chefe da tribo que por acaso passava pela praia que hoje denominamos Praia da Cal. Aquela índia de grande beleza e formosura chamava-se Ocarapoti (em tupi-guarani significa flor silvestre).
Resgatado e trazido para a tribo, o jovem recuperou-se e, com seu violão, passou a entoar canções que encantavam a todos na tribo. Era tão grande a admiração que despertava, que recebeu o nome de Puiara (o dono da música).
Passou o tempo e Ocarapoti estava cada vez mais apaixonada. Seu pai, chefe da tribo, começou a estranhar o fascínio que Puiara exercia sobre toda a tribo. Resolveu, então, matar Puiara. No ritual, o jovem foi morto e cremado, de suas cinzas foi feita uma “pasta” que todos na tribo comeram. Acreditavam que, desta maneira, os dons musicais de Puiara passariam para os demais integrantes da tribo.
Inconformada com a morte de seu amor, Ocarapoti pegou o violão de Puiara e dirigiu-se a um lugar afastado, atrás do Morro do Farol. Tanto sofreu, tanto chorou que de suas lágrimas surgiu uma lagoa que pouco a pouco começou a tomar a forma daquele instrumento musical: o Violão…e assim nasceu a Lenda da Lagoa do Violão.